3 formas de evitar o sequestro dos seus arquivos digitais

3 formas de evitar o sequestro dos seus arquivos digitais

Mesmo com todos os esforços por parte das empresas de antivírus as ameaças da web são constantes e novos riscos surgem diariamente – e qualquer empresa ou indivíduo pode sofrer um ataque hacker.

Um dos cyber ataques mais comuns é aquele onde os invasores “sequestram” o sistema de um dispositivo e o bloqueia, com o intuito de cobrar uma espécie de resgate em troca do acesso e, quem é vítima desse crime corre um grande risco de perder todos seus arquivos digitais ou tê-los vazados.

O grande problema dessa situação é que esses hackers / criminosos utilizam diversas técnicas para que o sequestro não seja rastreado, deixando-os “escondidos” na web, dificultando sua identificação e, consequentemente, sua punição. Por isso, a única solução é se prevenir contra esses ataques e evitar a perda de seus arquivos.

Neste post abordaremos 3 formas como você pode evitar o sequestro de seus arquivos digitais. Confira!

FAÇA USO DE ANTIVÍRUS E BACKUPS

É de conhecimento geral que antivírus são essenciais para qualquer computador, seja de uso da empresa ou pessoal, afinal, ele não só detecta ameaças, como também realiza limpezas regulares no seu dispositivo.

Existem diversas opções disponíveis no mercado, alguns são grátis e outros pagos, mas o importante é tê-los em seu computador e mantê-los sempre atualizados para que eles funcionem corretamente, detectando riscos e tentativas de sequestro de arquivos digitais, tornando o trabalho dos hackers mais complicado.

Já os backups são a melhor forma de recuperar seus arquivos / dados em caso de ataques. O backup na nuvem é o serviço mais seguro e eficaz de armazenamento, por isso é o mais indicado para empresas ou pessoas que precisam assegurar uma quantidade muito grande de arquivos.

MANTENHA SEUS PROGRAMAS ATUALIZADOS

É importante ressaltar que não só o antivírus deve estar atualizado, mas também todos os programas que são utilizados no computador. Isso é importante porque em cada atualização, os programas trazem novas funções e, principalmente, corrigem brechas de sistema, dificultando ataques hackers.

ATENTE-SE ÀS EXTENSÕES DOS ARQUIVOS BAIXADOS

Essa dica é importante especialmente para empresas ou pessoas que compartilham muitos arquivos com outros computadores. Nessas situações é muito comum que os usuários façam esses compartilhamentos por meio da rede e por isso é preciso muita atenção e cuidado na hora de fazer download de anexos, pois muitos vírus estão embutidos na extensão dos arquivos.

O que é a extensão? Nada mais do que um código que determina o tipo de dado contido no arquivo, por exemplo: “.doc” refere-se à um arquivo de texto criado no Word; “.jpeg” e “.png” são extensões comuns de imagens.

Alguns hackers misturam essas extensões, nomeando um arquivo como “documentotal.png.src” para enganar os usuários no momento do download. Para que esse tipo de informação não passe despercebido, o indicado é utilizar um antivírus para verificar se esse arquivo é um malware.

Após o download de um arquivo malicioso, seu computador, automaticamente, estará infectado e o hacker poderá enviar novos vírus até mesmo para seus contatos. Por isso, se você recebeu algum link que parece suspeito não o abra e questione a pessoa que “enviou” a você, se é um arquivo real ou não, assim, você evita dores de cabeça.