Comparação de Cloud Computing e Servidores Dedicados

Comparação de Cloud Computing e Servidores Dedicados

Contratar serviços de computação sempre exige um certo cuidado, especialmente para empresas. No mundo corporativo, é ainda mais essencial que todos os dados estejam bem protegidos e que o sistema esteja o mínimo possível susceptível a falhas que podem gerar imensas consequências negativas, incluindo perdas financeiras. Hoje, trazemos um comparativo entre servidor dedicado e cloud computing, para que você avalie qual deles pode ser a melhor opção de acordo com as suas necessidades.

Antes de mais nada, é importante compreender bem o conceito de cada um deles.

O servidor dedicado é um computador cujas configurações são elaboradas para que ele processe dados, acesse arquivos ou execute programas (softwares) remotamente. A ele, ficam conectados os outros computadores. Hoje em dia, ter esse tipo de servidor basicamente significa pagar um valor mensal para uma empresa responsável e, em troca, ter acesso a ele. O servidor dedicado fica hospedado em um data center e é bastante utilizado para a hospedagem de sites.

Enquanto isso, a cloud computing é a computação em nuvem, por meio da qual os serviços de computação (como o armazenamento de dados) são oferecidos via internet, sem que haja a necessidade de contar com um servidor físico. Nesse caso, também há uma empresa por trás, que fornece esse serviço. A diferença é que o servidor do seu escritório será hospedado em um data center e poderá ser acessado pela internet em qualquer lugar.

Qual dessas duas opções é a mais vantajosa?

A migração para a nuvem é uma tendência, então, no futuro, estima-se que a estrutura física será cada vez menos necessária. A longo prazo é possível que o servidor dedicado ou qualquer outro sistema que exija um equipamento (e com isso, espaço, custo de energia elétrica) deixe de existir.

No entanto, atualmente, o servidor dedicado ainda é uma opção a ser considerada por empresas que necessitam de alto desempenho e nível máximo de processamento, pois ele oferece tudo isso. É importante saber que ele também tem um custo mais elevado.

A cloud computing, além de ser mais moderna, é também mais abrangente, uma vez que oferece soluções adicionas a quem opta por ele. Você pode, por exemplo, expandir a memória e o processamento sempre que sentir essa necessidade; se for preciso, é possível substituir uma máquina por outra com as mesmas configurações.

Outra vantagem da computação em nuvem é que ela oferece uma personalização mais ampla, isto é, a empresa pode determinar o que ela precisa em termos de antivírus, antisspam, criptografia e outros elementos, criando uma solução que atende às suas necessidades de forma mais direta e assertiva.

Em síntese, a cloud computing é o futuro e muitas empresas já estão saindo de outros sistemas e migrando para ela. Porém, sempre vale à pena pesquisar sobre todas as alternativas e “bater o martelo” de acordo com as características da sua empresa, que você conhece melhor do que qualquer um.