O que é segurança da informação e como proteger a sua empresa?

O que é segurança da informação e como proteger a sua empresa?

Proteger sua empresa hoje em dia não significa mais só ter seguranças na porta do prédio e cofres guardando o conteúdo valioso da organização. Um dos maiores perigos de negócios de pequeno até grande porte é a falta de segurança das informações contidas nos computadores da empresa. Perder arquivos e programas digitais pode significar perder semanas, meses ou até anos de trabalho, que poderiam ser evitados com um cuidado e investimento maiores na segurança de informações.

 

Os perigos da falta de segurança

Dados digitais desprotegidos podem ser alvos de diversos tipos de acidentes ou crimes que prejudiquem a empresa. Uma das maiores ameaças, os hackers têm cada vez mais recursos para captar informações vulneráveis e sabem como utilizá-las para obter vantagens. Eles podem roubá-las e pedir pagamento para o “resgate”, vazá-las para o público ou indivíduos mal intencionados para prejudicar a empresa ou ainda tirar como proveito para chantagens e negociações.

Para os criminosos, as possibilidades são infinitas e a única certeza é que a vítima terá consequências. É perda financeira para reparar os danos, de reputação e credibilidade, e de parcerias e clientes, problemas graves que são capazes de acabar completamente com um negócio. Para não se arriscar, o melhor a se fazer é se prevenir, investindo em políticas e sistemas de proteção de dados.

 

Dicas para proteger suas informações

Para desenvolver uma boa segurança de informações, algumas medidas simples já têm grande efeito e quanto mais extenso for o plano mais protegido estará. Confira algumas orientações do que pode fazer para começar a defender seus dados:

– Senhas: nunca é demais lembrar do benefício que faz ter boas senhas. Isso serve para computador, sites, bancos, tudo que envolver o trabalho e tenha conteúdo privado. Atualmente existem até serviços que permitem checar se a senha escolhida é segura o suficiente, garantindo a proteção.

– E-mails: uma das principais portas de entrada para pessoas mal intencionadas é através de e-mails enganosos se passando por outra pessoa ou empresa buscando informações pessoais, ou que contenham malwares para infectar o computador. Por isso, tenha um bom sistema para filtrar spams e instrua seus colaboradores a ficarem alertas para qualquer sinal de irregularidade nos e-mails.

– Antivírus: esses softwares são importantes redes de segurança pra proteger as máquinas de vírus que passem despercebidos diretamente por você. Mas ele funciona como camada extra, e não anula o fato de que é sempre bom ficar atento em potenciais fontes de vírus.

– Softwares e dispositivos removíveis: esses dois itens são outras fontes externas que podem guardar perigos. Sempre utilize softwares originais, nunca os piratas, para se proteger de falhas e arquivos maliciosos. E limite o uso de dispositivos removíveis como CDs e USBs, já que eles são utilizados em vários computadores e podem trazer vírus externos. Prefira uso de rede e nuvem.

– Criptografia: para documentos mais confidenciais, tenha um sistema de codificação para que apenas as pessoas certas consigam acessá-las. Assim, mesmo que alguém chegue às informações, não saberá “traduzi-las” para conseguir usá-las.

– Backup: mantenha sempre backup atualizado de todas as informações da empresa em outra localização ou na nuvem. Dessa forma é possível recuperar qualquer dado perdido, seja por dano físico ou digital, garantindo que não perderá seu trabalho.